Denúncia: Participantes do desfile de abertura da Festa do Leite reclamam de falta de organização

O tradicional desfile da 42ª Festa do Leite de Batatais, que aconteceu no último domingo, 10 de julho, deixou alguns participantes decepcionados e irritados. O motivo seria a desorganização do evento, é o que relata Lucas Castro, um dos participantes do desfile da festa “o que era para ser um desfile pra famílias, virou mais uma ‘zona urbana’, com som alto, bagunça generalizada. Esse ano teve até pessoas fazendo sexo e arrancando a roupa no meio da multidão. Não respeitam o pessoal que está desfilando”.

Além disso, outro fator que gerou desconforto em Castro é a falta de segurança, já que “ os animais que participam do desfile, não estão habituados ao barulho e pessoas passando diariamente na sua frente, assim também penso que deveria ter mais policiamento, segurança privada e a presença de direito dos animais, pois pessoas ficam lá o dia todo com os animais subindo e descendo a avenida, judiando, algumas vezes até maltratando”.

Castro propõe que seja feita alguma coisa para preservar e organizar um desfile que é tradição no município, entre as sugestões “acho que cabe sentar, elaborar um plano de ação com segurança e eliminar, som ao extremo, baderna, trio elétrico, pois isso virou um desfile de falta de respeito”.

Sobre maus tratos de animais, Luciene de Souza, disse que presenciou muitas pessoas bêbadas, manuseando animais, batendo “e deixando que aqueles pobres coitados, ficassem o dia todo debaixo do sol, sem água e ainda por cima levando chicotadas”.

Luciene, que por diversas vezes, também já participou do desfile, disse que nunca viu um veterinário responsável acompanhar o evento, o que ela acredita ser um descaso da organização com a vida desses seres “é revoltante, sei que não estão dando conta de tratar da gente, que somos seres humanos, então penso que já que isso ocorre, deveriam fazer um desfile temático, sem animais. Não há estrutura para isso”.

Além dessas reclamações, outros munícipes também reivindicaram e discutiram o fato do desfile ter “virado bagunça”, com carros acelerando, pessoas dirigindo alcoolizadas, maus tratos de animais, brigas, falta de respeito, e, principalmente, falta de planejamento.

COMPARTILHAR