Moradores denunciam falta de iluminação pública em avenidas de Batatais

Moradores da cidade de Batatais estão denunciando a falta de iluminação pública em várias avenidas da cidade. Os principais pontos de ligação de bairros ao centro da cidade estão totalmente as escuras e com uma iluminação fraca e obscura, é o que relata uma denuncia feita por e-mail na manhã desta terça-feira (11) para a redação do Portal da BTS.

O e-mail relata o descontentamento de vários moradores, “É muito ruim porque tem gente que estudar à noite e chega no escuro. Quem é mãe tem que ir buscar as crianças porque ficam com medo. Quando chove, não enxerga dá pra enxergar nada”, diz a auxiliar de serviços gerais. O local da reclamação segundo o e-mail seria a avenida 14 de março, uma das principais vias de ligação da cidade.

A moradora ainda relatou que vive no bairro Riachuelo há mais de 20 anos e alerta que já procurou a prefeitura para fazer a troca da lâmpada. “Eu liguei várias vezes e eles disseram que vinham. Vieram, trocaram, mas queimou de novo e não vieram mais. A gente fica aqui no escuro correndo risco”, reclama.

Além de lampadas queimadas o problema agrava, pois, as luzes usadas na iluminação publica, estão cada vez mais fracas, tornando assim os pontos da cidade escuros e um alvo para bandidos e o problema se estende em toda a cidade, no bairro Altino Arantes algumas praças estão totalmente apagadas deixando a população com a sensação de insegurança, é o que relata o comerciante João Luiz, “sou obrigado a fechar me estabelecimento mais cedo, pois, ficamos com medo de assaltos e outras coisas”.

No bairro Anselmo Testa o temor é o mesmo, ruas escuras e total falta de segurança fazem com que os moradores se recolham mais cedo para sua casas, tornando o bairro em quase toda sua totalidade um local ‘fantasma’. Já no conjunto habitacional Nossa Senhora Auxiliadora o problema é ainda maior, vários postes estão com as lampadas apagadas deixando o local intransitável, moradores já fizeram até um Boletim de Ocorrência (B.O.) de preservação, mais, até o momento a Prefeitura não resolveu a situação.

COMPARTILHAR